Módulos informáticos

 
Content
  • Informação do produto

    Integração de funções

    O computador de bordo controla e leva a cabo um seguimento dos componentes eletrônicos da carroçaria do veículo e das suas funções. Um sistema de diagnóstico melhorado permite a deteção de falhas na cablagem dos componentes (lâmpadas ou outros dispositivos elétricos) e pode colocar em marcha os programas de emergência ou avisar o condutor sobre possíveis problemas de funcionamento.

    O BCM é uma plataforma de integração para as aplicações de iluminação internas e externas, as funções de acesso/terminais, os limpa-para-brisas, as funcionalidades de aquecimento e climatização, bem como para os sistemas de assistência de estacionamento, entre outros.

     

    Sistema

    O aumento da funcionalidade e a complexidade da eletrônica dos automóveis requer uma melhoria da infraestrutura da rede de comunicações e arquiteturas E/E flexíveis. O módulo informático é um dispositivo central com possibilidade de integrar uma funcionalidade de interface central (CGW) para garantir a comunicação entre diferentes buses e domínios.

    Além dos buses CAN, o módulo informático também admite sistemas LIN, Flexray e bus Ethernet. O módulo informático também faz as vezes de servidor para os componentes mecatrónicos distribuídos. É possível integrá-lo num nível superior de funcionalidade e pode adaptar-se facilmente às necessidades pessoais dos clientes.

     

    A Bosch admite uma metodologia de desenvolvimento para um design eficiente de arquiteturas E/E para módulos informáticos otimizados, bem como também AUTOSAR (arquitetura de sistemas abertos AUTomotive).

     
 
 

For the full functionality of this website cookies are needed. Please activate cookies and refresh your browser. After the refresh a cookie management dialog will be shown.

Este website utiliza cookies por razões de funcionalidade, conforto e estatística. Você pode alterar essa configuração a qualquer tempo. Se você concorda com o uso de cookies, por favor clique em "SIM, eu concordo".